A Entrevista de Bruno de Carvalho

Image

Bruno de Carvalho concedeu esta noite uma entrevista ao Programa “Zona Mista”, da RTP Informação, onde falou sobre alguns dos temas da actual realidade do Sporting. Resumindo em 10 pontos os principais temas abordados:

1 – A entrevista iniciou-se com meia dúzia de questões retóricas, e com outras tantas às quais Bruno de Carvalho (BdC) está certamente farto de responder. Do “Está feliz por o Sporting ter chegado bem ao Natal?“, passando pelo “Estava consciente da realidade do Sporting quando chegou ao clube?” e a terminar no “Gostava que o Sporting acabasse bem a época?“, temi que a entrevista se tornasse mais previsível que uma arbitragem do Capela no Estádio da Luz.

2 – Foi a partir de uma dessas questões (“O Sporting é ou não candidato ao título?“), que BdC assumiu a Liga dos Campeões como objectivo para esta época, mas não sem antes falar (pela 146532ª vez) na política do “pensar jogo-a-jogo”.

3 – Voltou a tecer rasgados elogios ao trabalho de Leonardo Jardim, mas também ao de Inácio, Virgílio e ao seu próprio trabalho enquanto Presidente, realçando mais uma vez que o facto de todos eles serem Sportinguistas muito contribui para o actual bom momento que o clube atravessa.

4 – Ficou-se também a saber que Elias está a ser negociado com o Flamengo, e que “diversos outros clubes” demonstraram interesse em contar com os serviços do internacional brasileiro. Também Labyad e Jeffren estão a ser negociados.

5 – Rinaudo pediu efectivamente para sair, com o objectivo de poder ter mais minutos de jogo e eventualmente vir a estar entre as escolhas da Selecção Argentina para o Mundial. Apesar de o Sporting não pretender prescindir dos serviços do internacional argentino, BdC realça a necessidade de o Sporting ser flexível com a vontade do atleta, uma vez que a gestão de recursos humanos “pressupõe que saibamos que estamos a lidar com pessoas, e não com robôs“.

6 – BdC referiu a necessidade que o Sporting tem de fazer uma aposta forte na Televisão e no Jornal do Clube, “porque [o clube] não se revê no que se passa na restante imprensa“. Salientou a importância dos Sportinguistas usarem os canais de informação do clube, dando como exemplos concretos o péssimo jornalismo de desinformação que tem sido feito por Correio da Manhã e Record, que regularmente lançam notícias com o intuito de destabilizar o clube (a suposta pressão de um Fundo de Investimento para a venda de Rojo, e o alegado descontentamento de William Carvalho no clube, são os dois casos mais recentes).

7 – Explicou a questão da “Mensagem de Natal aos Sócios e Adeptos do Sporting”, onde referiu que a restruturação financeira do clube está em risco (devido ao baixo número de novos sócios e de venda de Gameboxes), dizendo que foi acima de tudo uma tentativa de fazer aproximar do clube muitos adeptos que têm possibilidade financeira para apoiar o clube, mas que por um motivo qualquer que BdC diz não entender, optam por continuar afastados da vida do clube. Eu também não percebo, sobretudo quando de acordo com o novo Regime de Quotização existem quotas a partir de 2€..

8 – A aposta na Formação por parte do Sporting custa anualmente 9 Milhões de euros ao clube, e BdC alerta para a necessidade de se criarem mecanismos que protejam mais os clubes formadores. Aliás, essa foi uma das medidas propostas no documento que recentemente enviou à Assembleia da República.

9 – BdC referiu que continua a marcar presença no banco de suplentes para “entender o espírito da equipa“. Já antes ouvi BdC dizer que seria para entender o “grau de comprometimento de cada um dos jogadores com a causa“, e continuo a achar que nesta altura faz todo o sentido esta proximidade do relvado, em detrimento do conforto da Tribuna Presidencial.

10 – Em resposta às declarações de Cristiano Ronaldo, que recentemente afirmou que “lhe faltava ser campeão pelo Sporting”, BdC respondeu esta noite com (óbvia) abertura, dizendo que o Sporting “está disponível para lhe dar essa alegria“. A ver vamos o que acontece no futuro.

Gostei também da parte da entrevista em que BdC se dirigiu àqueles que o acusam de ser “populista”. O Presidente do Sporting disse que ser “popular” é diferente de ser “populista”, e que ele de populista não tem nada, uma vez que as pessoas com esse perfil são famosas por venderem ilusões, enquanto ele é sobretudo conhecido por ser directo e dizer aquilo que muitas pessoas não gostam de ouvir. Faz sentido, não faz?

Anúncios