a entrevista de Figo ao Gazzetta Dello Sport

No dia em que o novo investidor do Inter, o indonésio Erick Thorir afirmou que Mazzarri é para ficar. Figo não tem totalmente razão: o Inter de Milão não tem que mudar o chip. Tem que criar o chip. O clube milanês encontra-se desde a saída de Mourinho sem uma aparente estratégia a médio prazo, incapaz de conseguir ressuscitar do marasmo experimentalista a que se tem votado nos últimos anos. Sou daqueles que defende que os actuais valores presentes no Meazza poderão dar uma equipa de futuro. A espinha dorsal do Inter (Handanovic, Juan Jesus, Rannochia, Jonathan, Nagatomo, Guarín, Mateo Kovacic, Ricky Alvarez, Hernanes, Rodrigo Palacio e Mauro Icardi; aqueles cujo futuro passará nos próximos anos pelo Meazza; a juntar aos veteraníssos Cambiasso, Samuel, Milito e ao reforço confirmado Nemanja Vidic e aos ascendentes Lorenzo Crisetig, Isaac Donkor, Wallace, Francesco Bardi e Marco Benassi e Marko Livaja) tem asas para voltar a competir pelo scudetto. No entanto falta aqui qualquer coisa, uma vedeta, um ou dois agitadores numa equipa com uma filosofia equilibrada, ao estilo Mazzarri. Hernanes não é esse agitador. Muito pelo contrário. Hernanes é um dos melhores jogadores do mundo em prol do colectivo. O mais próximo que a equipa tem desse tipo de jogador é Ricky Alvarez. Aprecio o argentino pela objectividade que incute no seu jogo, apesar de não ser, nem de perto nem de longe um tecnicista puro. Porém, o argentino e Freddy Guarin são neste momento muito escassos para ambicionar vencer a Serie A.

Anúncios

Bidone D´oro

Guarin 2

Torino. Guarín preparou a sua melhor caneta para assinar pela Juve. A Curva Nord do Inter mandou vários comunicados para a direcção do Inter durante a tarde. Os interistas andavam loucos nas redes sociais. Nas barras de comentários do TuttoSport, havia quem pedisse encarecidamente que o novo proprietário do Inter, o indonésio Erick Thorir voltasse para o país de Suharto e Massimo Moratti reassumisse os comandos da Societá nerazzurri. Depois de terem rejeitado uma proposta de 18 milhões do Chelsea, o Inter preparava-se para vender o seu maior activo à Juve por 3 milhões e Mirko Vucinic. Uma pechincha para reforçar o já de si fortíssimo meio-campo dos piemontesi. nove e meia da noite. Ultimato da Curva Nord: o negócio ou é cancelado, ou é melhorado, ou então, concretizando-se, não marcaremos mais presença no estádio. Convém notificar, que durante esta época, mesmo com o Inter a lutar pela Champions, um ano depois do ano horribilis que não permitiu à equipa por os coutos nas competições europeias, o Meazza parece um deserto. Thorir cedeu e cancelou o negócio. Reforça bem o peso das claques no futebol italiano. Basta ver o documentário que foi feito há uns anos atrás sobre os Irreducibili Laziale. Pensei que já tinha visto tudo no futebol. O mais parecido com este caso que vi foi quando a Juve Leo não deixou Dias da Cunha apresentar José Mourinho em 2001 como o treinador do Sporting, levando a que a contratação fosse cancelada. Outros afirmam que foi Pedro Baltazar e Dias Ferreira, o primeiro antigo candidato à presidência do Sporting e até à bem pouco tempo accionista da SAD do clube, que impediram a contratação.

a confirmar (movimentações de mercado)

vamos ter um mês de Janeiro muito animado ao nível de transferências. senão vejamos os rumores que circulam por essa europa:

Guarín é pretendido pelo Manchester United. O Inter poderá abrir mão do colombiano por um valor aproximado de 15 milhões de libras mais o passe de Chicharito Hernández (em baixo). O Tottenham também já enviou um emissário a Milão para negociar o jogador. É um rumor com algum fundo de verdade dado que o colombiano catapultou-se para o futebol europeu sob o comando de AVB no Porto. O último rumor dá conta do interesse do Chelsea (o director desportivo do Inter Marco Branca poderá estar reunido neste momento com responsáveis Blues) no colombiano por uma verba que permitirá aos nerazzurri atacar Ezequiel Lavezzi em Janeiro.

guarin

A possível saída do colombiano já motivou um recado interno de Walter Mazzarri ao novo proprietário dos milaneses, o indonésio Erick Thorir: “precisamos de reforços”.

O Gazetta afirma que Erik Lamella na mira do Inter, Milan e Fiorentina – o Tottenham pagou 30 milhões à Roma no passado verão.

– O mesmo artigo afirma que Casillas está muito próximo de rumar ao Arsenal já em Janeiro. O City também está de olho no titular da selecção espanhola. O mesmo Arsenal já deverá ter feito chegar a San Siro uma proposta pelo avançado de 18 anos Mbaye Niang.

– O marroquino Adel Taarabt pode estar a caminho de Málaga por empréstimo do Fulham.

– A Roma poderá estar interessada em Dzeko do Manchester City.

O defesa central do Saint Ettiène Kurt Zouma (grande centralão) está a ser cobiçado por Manchester City, Chelsea, Mónaco e Liverpool. – O mesmo Mónaco encontra-se actualmente com um problema interno – a nova lei fiscal de Sarkozy ameaça retirar mais alguns milhões ao salário de Falcão. Especula-se que a nova carga fiscal está a por em risco a continuidade do Colombiano no clube monegasco, pese embora este tenha afirmado ontem que não tem jogado as últimas partidas porque está lesionado. Outras fontes em Inglaterra afirmam que Ranieri e Radamel estão de costas voltadas.

Falcão

Newcastle, Arsenal e Southampton estão de olho no médio centro do Anderlecht Cheick Kouyaté – os belgas estão a pedir 5.5 milhões de libras pelo seu activo.

– Outro dos destaques do dia é o interesse do Liverpool em Javier Pastore.

– O Daily Star afirma que Chelsea e Manchester United poderão apresentar proposta em Janeiro ou no final da época com Xabi Alonso, em fim de contrato com o Real e sem proposta de renovação desencadeada por nenhuma das partes. O Liverpool também pode estar de olho na possibilidade de regresso do médio a Anfield Road.

alonso

– Sem espaço no Real Madrid, Jesé poderá ser emprestado na 2ª metade da época.

Jesé Rodriguez

 

moyes

Moyes continua o seu périplo pela europa. Presença (indirectamente) em Alvalade para ver William Carvalho (já mandou observar o médio em 6 jogos da Liga), foi agora a Madrid observar Koke e Mangala no jogo entre Atlético e Porto.