Portugal x Camarões

Um jogo pobre na primeira parte, mais interessante na segunda. Esta equipa dos Camarões, ou muito me engano, ou saí do Brasil sem uma única vitória. Tirando a dupla de centrais, o Song e o Eto’o (que hoje deve ter tido as ordens do costume do Mourinho para não jogar um chavo), o resto são alguns jogadores com excesso de velocidade e pouca técnica, e lá pelo meio está um sarrafeiro à antiga (Ekotto).

Relativamente à Selecção, bom jogo na segunda parte, onde aproveitámos bem o potencial que temos em jogar nas transições. Todos os jogadores subiram de produção na segunda metade, e o resultado foi-se avolumando naturalmente. De realçar o facto de Ronaldo passar a ser o melhor marcador da selecção, superando Pauleta. Ronaldo já conta com 49 e a tendência é continuar a marcar.

Também deu para aferir outras coisas importantes:

– Está visto que o Ivan Cavaleiro ser convocado e jogar foi uma manobra para aumentar o seu valor de mercado com uma internacionalização. É a única explicação possível. Ainda não tem qualidade para ser sequer terceira opção nos AA. De realçar, contudo, o belo pormenor para o 3-1 de Portugal.
– Estreia de Rafa deixa bons indicadores, mas precisa de continuar a jogar e evoluir no Braga. Parece-me que poderá ir ao Brasil, mas dificlmente terá oportunidades para ser titular ou suplente utilizado, a não ser que tenhamos a qualificação para os oitavos assegurada no último jogo (altamente improvável).
– O William Carvalho ainda tem de melhorar muito defensivamente, principalmente no tempo de entrada. Fez demasiadas faltas, e terá de ter cuidado com isso no Mundial, caso seja o titular. Aumentou de produção na segunda parte, algo que se tem verificado muito quando joga no Sporting, nesta segunda volta do campeonato. Fez um passe fantástico na segunda parte para o Ronaldo. O William que só lateraliza, não é?
– Apesar de alguns jogadores estarem a fazer uma temporada abaixo das expectativas, seja por falta de ritmo ou por não estarem numa equipa que corresponda à sua qualidade, quem sabe não esquece. Bons jogos de Moutinho e Coentrão, possivelmente os melhores em campo por parte de Portugal. A juntar a Ronaldo, obviamente.
– Gostei muito do Neto. Parece-me estar mais evoluído enquanto jogador, principalmente na antecipação e leitura dos lances. O Rolando pareceu-me a acusar um pouco a responsabilidade de vestir a camisola. Acusou a pressão do Paulo Bento estar entre ele e o Ricardo Costa?
– O Edinho não tem qualidade para a equipa A, mas teve lá um pormenor para meter no DVD do empresário.

Anúncios

Pré Portugal X Camarões

Foi hoje divulgada a convocatória para o jogo de dia 5 de Março contra a congénere dos Camarões, nessa convocatória Paulo Bento surpreendeu a generalidade dos seguidores atentos do futebol português, uma vez que optou por fazer deste jogo de preparação uma oportunidade para observar alguns elementos que se podem estrear pela selecção principal e por deixar de fora outros elementos que costumam ser os habituais convocados. No entanto continuam a não deixar de ser estranhas algumas escolhas e se me agrada o facto de abrir as portas a novos elementos, desagrada-me que as portas continuem abertas a unidades que não merecem constar desta lista.

Logo na posição de guarda-redes pode-se dizer que Eduardo não merece tanto aquele lugar como poderia merecer Ricardo da Académica (também pré convocado por mais que uma vez, mas nunca tendo a real hipótese de jogar), o Braga tem estado mal e muitas vezes Eduardo tem tido créditos nisso. Depois Anthony Lopes, por muito que lhe reconheça talento, acho que a política dos meio portugueses ou naturalizados deveria ser totalmente banida das selecções, pois só vem descaracterizar aquilo que deve ser a selecção e acaba por fechar portas a outros elementos com tanto ou mais valor, mas menos visibilidade, no entanto este caso ainda é dos menores a ter em conta.

No eixo defensivo quase nada se altera, apenas realço que Paulo Bento podia ter sido mais ambicioso e ter deixado Coentrão de fora para testar outra alternativa à esquerda e podia muito bem deixar Ricardo Costa em Valência procurando também uma solução mais válida e capaz para ocupar a sua posição como por exemplo Paulo Oliveira (Vit. Guimarães). Depois não compreendo como é que Cedric não consta desta convocatória e se alguém me quiser tentar explicar por a+b fico agradecido.

A espinha dorsal também pouco é alterada, entram para a convocatória Rafa e Ruben Amorim onde o primeiro merece claramente o lugar dadas as boas exibições e a qualidade que já mostrou. Apesar do mau momento geral do Braga, este tem sido dos poucos que rema contra a maré e é claramente uma mais valia, quer nos minhotos, quer para a selecção. Precisamos de um desequilibrador criativo no meio, com bastante qualidade e o lugar assenta que nem uma luva neste miúdo, veremos se é para ficar. Já Ruben Amorim aparece aqui a fazer valer o lugar de tapa buracos, podendo jogar em quase todo o lado do meio campo e ainda a defesa direito, no entanto mais uma vez não se percebe como Adrien Silva fica de fora!

Por fim, na linha da frente considero a inclusão de Ivan Cavaleiro e Edinho ridículas. O primeiro claramente vai porque querem fazer dele o novo Eusébio, o segundo vai porque é um tosco e o outro tosco lesionou-se podendo vir a falhar o mundial. Considero a segunda opção mais grave que a primeira e acho que se o critério aplicado a Cavaleiro fosse o mesmo a aplicar para decidir quem  poderia ocupar o lugar de Postiga, então Mané teria de ser o escolhido, compreendo que são posições diferentes e ter apenas Hugo Almeida como referência do ataque seria impossível, mas porquê Edinho e porque não Luís Leal (ex Estoril)?

De destacar a não convocatória de Quaresma e Fernando é compreensível, mas se tivermos em conta que Josué está incluído no lote é um crime o Português não ser chamado, já o brasileiro se quer ir ao Mundial deveria esforçar-se por impressionar Scolari e se vier a ser chamado por Portugal estamos perante mais uma situação do ridículo e mesquinho do nosso futebol! Sobre Fernando o seleccionador disse mesmo que “Não está nem podia estar pré-convocado ou convocado. É um problema que está à margem da questão desportiva. Tal como disse em relação ao Quaresma, o mesmo se passa com o Fernando ou com outro jogador. Não significa que não possa vir a estar na convocatória para o Mundial” o que me leva a crer que é mais um que já está inserido na lista definitiva.

Custa-me também não ver Sílvio (pode fazer a direita e a esquerda apesar dos problemas físicos), Tiago Gomes (o Estorilista era uma boa opção para a esquerda), Luís Gustavo e Pedro Santos (Rio Ave) e Diogo Viana (Gil Vicente) ou Miguel Rosa (Belenenses). Isto permitiria ver jogadores com algum nível, das competições internas e motivaria certamente ao esclarecimento de algumas dúvidas. Já de jogadores a jogar fora, gostaria de ter visto uma oportunidade dada a Ruben Vezo ou a Bruno Fernandes, ambos merecedores de uma chamada mesmo que para o banco da selecção.

Em conclusão acho que esta convocatória não passa de um rebuçado e que a convocatória do Mundial já está escrita e assinada por Jorge Mendes e Paulo Bento, sendo possível que haja uma ou duas surpresas, não vejo espaço a tantas modificações como as que se vêm para este particular.