Carlo Ancelotti – “Não precisámos de Di María”

Tudo correto, o acento em precisámos é que está a mais. Aquele menino, Jesé Rodriguez é jogador. Hoje, frente ao Osasuna, deu novamente provas de que é uma muito boa opção dentro do plantel do Real Madrid. Jogar ao lado de C.Ronaldo e Bale, bem como ser apoiado por Modric facilita um pouco, mas o miúdo tem talento e velocidade. No jogo desta noite, Jesé, começou por levar um cartão amarelo após uma daquelas clássicas jogadas em que o árbitro assinala penalty no choque entre guarda-redes e avançado (grande jogada e assistência de C.Ronaldo). O árbitro até marcou para a marca de grande penalidade, mas após informação recolhida com o assistente decidiu dar amarelo, injustamente, ao avançado dos blancos. O lance foi limpo e nem penalty nem simulação seria. Logo a seguir, sofre a falta que dá o 1-0 para o Real Madrid. Jesé esteve bem tanto a atacar como nas poucas vezes que auxiliou Marcelo na defesa. Marcou um golo após assistência defeituosa de C.Ronaldo e saiu lesionado. Um jovem guerreiro portanto.