Superbock! Fresquinha! #89

1. Já vamos no 3º golo mal anulado a Montero nesta temporada. Tantos quantos os que foram validados ao colombiano cuja influência do mesmo nas jogadas resultaram em golo logo no princípio da temporada. Abro portanto este post à discussão para todos aqueles que ainda hoje se queixam dos golos irregulares (ou passes para passes para golo) obtidos pelo colombiano durante a presente temporada. Venham de lá esses argumentos.

2. Já que escrevo a palavra argumentos, um dos argumentos que algumas correntes de opinião (não-sportinguistas) tem manifestado nos últimos meses (penso que já li qualquer coisa aqui na barra de comentários de um post sobre isso) tentam justificar o actual 2º lugar do Sporting na tabela classificativa com o “seu fraco futebol” – creio que este jogo contra o Vitória de Guimarães mostrou mais uma vez o esclarecimento que essas correntes merecem – um futebol bonito, altamente flanqueado, a toda a largura do terreno, com uma excelente comportamento da defesa (mais uma vez Rojo e Maurício fizeram uma exibição irrepreensível; os dois laterais foram dois galgos de corrida tanto a defender como a atacar), com um meio-campo muito assertivo no capítulo do passe (Adrien e William fizeram aberturas de sonho com o seu passe longo para a entrada dos laterais e dos extremos pelo flanco), com um meio-campo bastante pressionante e com um Carlos Mané absolutamente endiabrado (para o Paulo Bento ver, porque não?) a limpar 2 e 3 jogadores do Guimarães com o seu drible (puto, pede lá desculpa ao André Santos pelas maldades que lhe fizeste na primeira parte). Na noite de Alvalade pode-se dizer que a única coisa que realmente falhou foi o último passe para Slimani. Tanto Jefferson como Capel na esquerda como Cedric e Heldon na direita exageraram um pouco no capítulo do cruzamento, não possibilitando boas situações de finalização ao Argelino.

(Sem demérito ao Guimarães de Rui Vitória, que, na minha modesta opinião é das melhores equipas da liga a defender e a sair no contragolpe; André André está um senhor jogador naquele meio-campo do Guimarães)

3. A arbitragem de Bruno Almeida e da sua equipa foi, como não poderia deixar de ser vergonhosa. Como gosto de admitir quando o meu clube é beneficiado e criticar quando é espoliado:

  • Um golo mal anulado a Fredy Montero
  • Um vermelho directo que ficou por mostrar a Moreno na primeira parte num lance em que o jogador do Vitória de Guimarães corta a bola com o braço numa jogada em que é o último defensor vitoriano e com o gesto corta um lance considerado pelas regras do jogo como “iminente ou passível de golo”
  • Um vermelho directo que ficou por mostrar a Adrien pela entrada duríssima cometida sobre Marco Matias.
  • Ficou por mostrar o 2º cartão amarelo e correspondente cartão vermelho a Slimani pela simulação feita a meio-campo, seguindo à risca o critério que motivou o primeiro cartão.
  • Há um amarelo mostrado a Rojo na segunda parte (Bruno Almeida poderia ter sacado do vermelho directo) num lance em que o argentino joga simplesmente a bola, não havendo lugar à marcação de falta.

Os senhores da APAF podem encomendar os espaços televisivos que quiserem para demonstrar os critérios utilizados pelos árbitros na sua lavoura assim como aquilo que comunicam entre si durante os jogos. O que vimos de Bruno Almeida e dos seus auxiliares em Alvalade foi mais um atestado de incompetência e falta de qualidade. Quando escrevo pura incompetência, convido-vos a rever o jogo novamente, com especial atenção ao posicionamento do árbitro. Bruno Almeida esteve durante toda a partida longe (quando escrevo longe, escrevo a mais de 30 metros) das jogadas. Como é que um árbitro que se posiciona a 30 metros das jogadas as pode avaliar com clareza?

joao ribas

4. O nome dos adeptos nas camisolas e a homenagem ao vocalista dos Tara Perdida – Enquanto alguns ainda continuam a viver do passado e a fazer transcender ao olimpo o nome de quem já morreu, fundindo o clube com o jogador e o jogador com o clube, num acto que para além de saudosista (clube sem futuro?) pode ser perigosamente sinal de anacronismo, outros homenageiam quem constitui realmente o clube: todos os sportinguistas. Foi muito bem ver o nome de alguns leões (tão leões quanto eu; mais leões que eu 😉 ) nas camisolas de quem nos representa. Bonita também foi a singela homenagem promovida pelo clube a um dos seus que nos deixou esta semana. O Sportinguismo alimenta-se destes pequenos gestos. O que custa talvez perceber a muitos é que apesar de não ganharmos com regularidade, temos dentro de nós um enorme amor, incomparavelmente maior que a relação que temos com o restantes fenómenos que a vida nos proporciona. Ao contrário de outros clubes, não o abandonamos quando fica 3 ou 4 anos sem ganhar um título nacional, voltando apenas quando está em condições de o conseguir. A todos esses que nos invejam, dedico este singelo tema de Jorge Palma:

Advertisements

4 thoughts on “Superbock! Fresquinha! #89

  1. Uma vez Leão, podem tentar abater-nos ou tentar mandar-nos abaixo que nada nos fará deixar de ser leões com garra.

    Quanto à informação aqui presente há a dizer que:
    a) Pode ser que agora deixem o Montero marcar, uma vez que já compensou os 3 que marcou mal. No entanto não deixa de ser incrível a propaganda que se faz que o homem anda desmotivado, triste e afins… Se anda triste é mesmo porque há quem lhe ande a montar uma cabala para não marcar mais golos (legal ou ilegalmente), talvez ele padeça do síndrome que afecta os “piscineros”, mas quero querer que não;
    b) Podemos esquecer ver Mané ou Adrien na selecção, vamos ver Rui Patricio e William e eventualmente Cedric, mais que isso já não vai dar, porque infelizmente não somos uma casa em que aparece um novo Eusébio a cada ano que passa, nem somos uma casa que vende jogadores que não calçam por 15M€ e depois nem vão embora, nem somos uma casa onde o dono desse clube que vai ao Mundial do Brasil (inédito nas histórias de Mundiais, ter um clube na fase final) entre e trabalhe a seu bel prazer, logo as hipóteses de algum dos extra JM ir ao Brasil são quase 0.
    c) O nome dos adeptos foi uma iniciativa interessante, mas eu nunca a faria por mais de 45 minutos. Estamos a descaracterizar o Sporting e os seus jogadores, tudo bem que por alguns dos nossos, mas assim que dirão os outros sócios todos que não mereceram esta honra? Não se devem criar elites, deve-se pautar pela igualdade para bem de todos, apesar de achar uma iniciativa extremamente interessante, acho que subir ao relvado e desfrutar da presença de jogadores e estrutura técnica e directiva já é prémio suficiente para recompensar quem dá e faz tudo pelo Sporting!

    • Realmente JM sabe-a toda. Não há prova que valorize mais jogadores do que Champions e campeonato do mundo. Por isso é que ele anda doido para ver se consegue comprar aquele clube da cidade de onde é a Paella já que a selecção portuguesa já é tacitamente dirigida por ele.

  2. A parte mais engraçada desta história do Montero foi a malta que falou que na altura, os golos mal-validados (Arouca, Olhanense e Benfica – na 1º volta), todos eles ajudaram o Montero a motivar-se e embalaram o Montero e o Sporting para o início de temporada que foi.

    Agora que andam a anular e mal os golos ao Montero, o rapaz continua sem marcar. Desmotiva-se, o Sporting também perde com isso. Por causa disso, acabámos com o credo na boca frente ao Olhanense e ao Vitória. E o que dizem eles? “Está pago”..

    Pois agora, os danos colaterais já não existem.

    A culpa não é dos árbitros. A culpa é de quem quer que a arbitragem ande assim: pessimamente organizada, pouco transparente e sem recurso à tecnologia. Enquanto continuar assim, continuará a existir “merda” no nosso campeonato relativamente a isso.

    • Borba, confesso que no final do jogo, quando o Guimarães estava a tentar o tudo por tudo, pensei: “e se isto terminar como em Setúbal? como é que vai ser?” – O problema é mesmo esse: e se o guimarães empatasse nos últimos minutos? Não estaria em causa um título (como foi o caso de Setúbal; quer os benfiquistas queiram quer não, o Benfica ficou confortável depois da encomenda de Setúbal) mas estaria em causa a possibilidade do clube receber no futuro uma boa batelada de dinheiro em virtude da qualificação (ou da contribuição para a possível não-qualificação) para a Champions. Um erro destes poderia ajudar o FC Porto a conseguir a vaga directa e ajudar a retirar cerca de 10 milhões de euros (automáticos) ao Sporting. Visto pela óptica financeira do clube, seria um erro que custaria ao sporting metade do orçamento desta temporada e, mais que provavel, valor orçamentado para a próxima. Onde é que quero com isto chegar? Os erros cometidos pelos árbitros não interferem apenas na posição das equipas na tabela classificativa. E é essa uma das mensagens que Bruno de Carvalho também está a tentar passar. Há muitas famílias que dependem dos resultados dos clubes para sobreviver em virtude de um dos elementos ser empregado desses mesmos clubes. E os resultados financeiros dos clubes dependem dos resultados desportivos. Um clube sucessivamente prejudicado pela arbitragem, ou melhor, afastado da conquista de títulos ou de um certo nível de competitividade derivado de sucessivos erros de arbitragem (tendenciosos ou não tendenciosos) perderá publico, perderá patrocinadores, consequentemente perderá receita e perderá sustentabilidade. Claro que Bruno de Carvalho jogou de forma inteligente ao pedir que os adeptos se unam. Noutras circunstâncias, veríamos o Alvalade mais despido de público. As pessoas começam a pensar.: “Bem, tenho este dinheiro, as coisas estão difíceis. Vou poupar ou vou ao estádio ver um indíviduo com um apito na boca a decidir um encontro?” – a resposta é óbvia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s