Ciclismo 2014 #26

Luka Mezgec 2

Dobradinha para o esloveno Luka Mezgec na chegada a Girona. O líder da prova alcançou a 12ª vitória da temporada para a Giant-Shimano. A equipa de 2 dos melhores sprinters mundiais da actualidade (John Degenkolb e Marcel Kittel) está a ser absolutamente dominadora no mundo dos sprinters durante esta temporada.

Mezgec, até agora lançador da dupla dourada da equipa, consegue com estas duas vitórias na Catalunha subir mais um degrau na hierarquia da equipa. Mesmo numa prova onde não se encontram muitos sprinters (na verdade, nenhum do lote dos melhores do mundo), as duas vitórias do esloveno significam que o director desportivo Iwen Stepenbrink tem no corredor uma boa alternativa para provas nas quais queira descansar os seus dois maiores activos. O esloveno provou à equipa que também é sinónimo de vitórias.

O dia começou com o anúncio do abandono de Richie Porte. O gregário de luxo de Chris Froome voltou a ressentir-se dos problemas gastroentestinais que já o tinham levado a abandonar a Tirreno-Adriático. Ontem por exemplo, não chegou inserido no pelotão em Calella.

Mataró a Girona no total de 168 km. Duas contagens de montanha, uma de 2ª e outra de 3ª logo a abrir a etapa. Muita chuva.

Os primeiros protagonistas da etapa foram Maxime Belkov da Katusha, Michel Koch da Cannondale, Jerome Baugny da Wanty, dois corredores da CCC Polsat (Tomasz Marczynski e Marek Rutkiewicz) e como não poderia deixar de ser, o combativo Thomas Voeckler. O grupo ganhou alguma vantagem nos primeiros quilómetros mas a presença de Voeckler no grupo levou a Sky e a Giant-Shimano a trabalhar lá atrás no pelotão para anular a fuga, facto que de resto até obrigou a esforços extraordinários por parte de outras equipas interessadas numa chegada ao sprint (Lampre, Orica) porque Voeckler decidiu iniciar uma corrida em solitário a cerca de 30 km da meta, quando a diferença do grupo para o pelotão já era de 1 minuto e 10.

O francês tentou. Claro está que o ataque não era para levar muito a sério. O líder da Europcar ainda está à procura da sua melhor forma na temporada e tentou perceber qual a sua condição física nesta fase da temporada, tal como o tinha feito quando encetou várias fugas em várias etapas do Paris-Nice. Contudo, o pelotão deixou Voeckler embalar e só o conseguiu apanhar a cerca de 6 km da meta.

Iniciaram-se os comboios com algum nervosismo dentro do pelotão. Duas quedas a meio da etapa faziam aumentar o risco de uma queda na recta da meta. A Giant colocou Mezgec nos primeiros lugares, seguida da Lampre que tentou colocar Roberto Ferrari na roda do ciclista esloveno. O esloveno seria mais forte que os italianos na recta da meta, batendo Ferrari e Daniele Ratto da Cannondale. Na aceleração promovida para o sprint final, os 9 que disputaram o sprint provocaram uma pequena cisão de alguns metros (3 segundos) no restante pelotão.

Bruno Pires e Sérgio Paulinho (Saxo-Tinkoff) foram respectivamente 39º e 133º a 3 segundos do vencedor.

Mezgec lidera a prova com 14 segundos de vantagem para Roberto Ferrari (Lampre-Mérida) e Howard Leigh (Orica GreenEdge).

catalunha

A etapa de amanhã trará a primeira hipótese de podermos ver Froome, Contador, Purito, Quintana e Horner na alta montanha. A etapa que liga Banyoles a La Molina tem 3 contagens de extrema exigência: uma de primeira categoria e outra de categoria especial a abrir (a de categoria especial poderá romper com o pelotão e resumir os candidatos a um lote de 50\60 corredores) e uma contagem de primeira categoria com chegada em alto a finalizar. A etapa disputa-se muito perto de Andorra.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s