frase do dia

“O Rio Ave FC venceu o jogo porque foi mais forte, jogou melhor, criou mais oportunidades de golo e marcou mais golos.

Não toleramos que a nossa vitória seja menosprezada nem tão pouco alvo de justificações que nada têm a ver com futebol.

Esta foi a reacção lançada hoje pelo Rio Ave no seu site oficial em relação aos acontecimentos do jogo da passada quinta-feira.

Pela lógica demonstrada no comunicado escrito pelos vilacondenses, fiquei a saber que as exibições da arbitragem são um factor extra futebolístico. O nível de rectidão demonstrado pelos dirigentes do Rio Ave roça o nível do esgoto. O argumento continua a ser primoroso: “se fomos beneficiados escandalosamente, no pasa nada. se fomos roubados escandalosamente, queremos que a justiça seja feita” – Com tantas trocas e baldrocas, duelos de secretaria e exibições infames dos senhores do apito, a reprodução da competição na próxima época poderá estar definitivamente em risco. Pelo meio, ainda nem sequer sabemos se até 26 de Abril se conseguirão arranjar os finalistas para a edição deste ano. Contudo, quer-me parecer que com que este comunicado, o Rio Ave ganhou vários amigos dentro da Liga e do Conselho de Arbitragem. Mário Figueiredo joga sobre brasas. Para conseguir escapar a areias movediças, irá precisar de todos os braços amigos possíveis. A ver vamos se as dóceis palmadinhas nas costas dadas pelo clube vilacondense junto de quem continua sistematicamente a manipular os acontecimentos dentro das quatros linhas dão os seus frutos nas cenas dos próximos capítulos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s