Meia-final do Europeu Dinamarca’14

A primeira meia-final do Europeu que decorre na Dinamarca pôs frente-a-frente as actuais Campeã Olímpica França e a Campeã do Mundo Espanha.

Cheia de emoção, a partida deixou transparecer aquilo que as duas selecções tinham já mostrado nos primeiros 6 jogos deste campeonato: a França voltou a ter uma primeira equipa com uma rotatividade enorme, apesar de já não ter as mesmas soluções no banco que tinha há um par de anos atrás e a Espanha mostrou que consegue roçar a perfeição durante um curto período de tempo de jogo, mas que no geral aprensenta uma equipa muito inconstante.
Acabou, por isso, por ser a França a sair vencedora, com um resultado final de 30-27.

Numa primeira parte de locos, a França entrou claramente melhor, tendo conseguido por três vezes alcançar uma vantagem de 5 golos, mas a entrada de Canellas mudou completamente o rumo do jogo. Com cinco golos nos últimos 8 minutos da primeira parte, o jogador do Hamburgo catapultou a sua equipa, fazendo com que a Espanha chegasse ao intervalo a vencer por 14-12.

No segundo tempo, até foi a Espanha a marcar primeiro (a França marcou o primeiro golo da segunda parte aos 32 minutos e 17 segundos, depois de ter estado quase 9 minutos sem marcar) a França reergeu-se das cinzas e liderados pelo mais novo jogador da selecção gaulesa, Valentin Porte de apenas 23 anos, os franceses voltaram para a frente do marcador. A Espanha ainda tentou voltar para a dianteira, mas apesar de Canellas e Entrerríos estarem inspirados, o máximo que conseguiram foi voltar a igualar a partida cinco vezes até ao final da partida.

Destaque individual também para o guarda-redes francês Dumoulin que, apesar de só ter entrado no jogo com a segunda-parte já a decorrer, foi um tremendo muro na baliza gaulesa. Narcisse, o melhor jogador do mundo em 2012 fez uma exibição fabulosa, do alto dos seus 34 anos e Abalo, com 9 golos (incluindo os três últimos da sua equipa!) foi o melhor marcador da França.
Do lado da Espanha, Aguinagalde foi sempre uma dor de cabeça para a defesa francesa (principalmente para Luka Karabatic (que acabou por ser desqualificado aos 52 minutos e treze segundos), e com 5 golos merece também ser destacado pela positiva.

Quantos aos golos, o melhor jogador da partida, Porte, fez questão de brindar todos os espectadores com três maravilhosas roscas que tão cedo não irão ser esquecidas.

Image

Parciais: 2-0; 2-1; 3-1; 3-2; 7-2; 7-4; 9-4; 9-5; 10-5; 10-6; 11-6; 11-9; 12-9; 12-14; Intervalo; 12-15; 13-15; 13-16; 18-16; 18-17; 20-17; 20-20; 21-20; 21-21; 22-21; 22-22; 23-22; 23-23; 24-23; 24-24; 25-24; 25-25; 27-25; 27-26; 29-26; 29-27; 30-27.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s