Australian Open 1R

O primeiro Grand Slam da temporada começou na última segunda – feira sobre um calor abrasador. As temperatura elevadíssimas têm-se feito sentir nos campos de Melbourne, e enquanto tivémos cerca de 35ºC nestes dias, existem previsões de temperaturas superiores a > 40ºC (!!). Já deu para ver alguns bons jogos, mesmo apesar das horas proibitivas para quem trabalha durante os dias de semana.

Comecemos pelo circuito ATP, até agora sem grandes surpresas, apesar de uma desistência de um cabeça – de – série de quem muito se esperava. Primeiro, vamos falar do nosso João Sousa. Existiam expectativas em que este chegasse pelo menos à 3R pelo quadro dele, e até porque iria apanhar na 1R um qualifier. Infelizmente, saiu-lhe a fava: Dominic Thiem, um talentoso jovem que no espaço de 2/3 anos será top-20, ou até top-10. João Sousa deu uma excelente réplica, e até venceu o primeiro set por 7-5 após estar 4-5 abaixo, com Thiem a servir para fechar o set. A resiliência mental de João Sousa é uma das suas melhores armas. No entanto, o austríaco é um tenista de excepção para a sua idade, e soube vencer os três sets seguintes por 6-4 6-3 e 7-6(3). João Sousa ficou assim eliminado do primeiro GS da temporada, num torneio onde podia ganhar alguns pontos para cimentar a sua posição de top-50, mas teve azar no sorteio.
Verificaram-se alguns jogos bastante interessantes no primeiro dia da primeira ronda. O campeão em título Novak Djokovic superou o imprevisível Lukas Lacko por 6-3 7-6(2) 6-1 e enfrentará o acessível Leonardo Mayer na 2R. O polaco Jerzy Janowicz esteve para ser a surpresa do dia, pelos piores motivos. Ainda a recuperar de uma lesão, esteve 2 sets abaixo frente ao australiano Jordan Thomson, mas a soube-se superar e vencer por 1-6 4-6 6-4 6-2 6-1. Na próxima ronda irá jogar frente a Pablo Andujar, um tenista que não lhe deverá causar dificuldades se estiver em boa forma. O 7º CS Tomas Berdych não teve dificuldades em superar o cazaque Aleksandr Nedovyesov pelos parciais de 6-3 6-4. David Ferrer também seguiu em frente sem grandes dificuldades com uma vitória sobre Alejandro Gonzalez, por 6-3 6-4 6-4 e irá enfrentar um desgastado Adrian Mannarino que batalhou em 5 sets para superar o americano Steve Johnson. O tenista da casa Matthew Ebden protagonizou, talvez, uma das surpresas da jornada, ao vencer o experiente Nicolas Mahut e o seu astuto serve-and-volley propício de pisos rápidos (como este) em 5 sets por 6-3 5-7 6-4 0-6 6-3. No entanto, vai enfrentar o perigoso canadiano Vasek Pospisil na próxima ronda (superou Sam Groth 6-4 6-3 6-4) e não deverá conseguir muito desse jogo. Tommy Robredo e Julian Benneteau também seguiram em frente após superaram os seus adversários em 5 sets, e agora vão-se encontrar na 2R. Quem acusará primeiro o desgaste?

O segundo dia foi mais espetacular e começou com aquela que é a única semi-surpresa até agora. E digo semi, porque foi uma desistência. John Isner era favorito frente a Martin Klizan, mas desistiu do encontro após perder os dois primeiros sets por 2-6 e 6-7(6). Quanto aos cabeças de série, vida fácil para Rafael Nadal que eliminou Bernard Tomic após este desistir no final do primeiro set (6-4 para Nadal). Andy Murray também seguiu em frente sem dificuldades, ao atropelar Go Soeda por 6-1 6-3 6-3 e abafar algumas dúvidas quanto ao seu estado físico. Roger Federer teve de superar algumas dificuldades iniciais frente a James Duckworth para acabar a bom nível e vencer por 6-4 6-4 6-2. Juan Martin Del Potro (considerado como o grande outsider) perdeu o primeiro set por 6-7(1), mas esteve à altura e superou Rhyne Williams nos sets seguintes por 6-3 6-4 6-4. Destaque também para a épica batalha entre Andreas Seppi e Lleyton Hewitt, que terminou após 5 sets com vitória para o italiano por 7-6(4) 6-3 5-7 5-7 7-5, acabando com quaisquer hipóteses dos australianos sonharem. Gilles Simon superou Daniel Brands no encontro mais longo do dia, após quase 5 horas de encontro, num épico 6-7(4) 6-4 3-6 6-3 16-14. Tanto Kei Nishikori como Marin Cilic estiveram mal e apenas conseguiram seguir em frente após 5 sets, e não deverão chegar longe neste Grand Slam. Destaque também para as passagens de Gael Monfils e Grigor Dimitrov, dois talentos inconsistentes.

No circuito WTA tivémos a primeira grande surpresa do torneio no primeiro dia, após Petra Kvitova (6º CS) ter sido eliminada pela tailandesa Luksika Kumkhum, 88º do ranking WTA, por 2-6 6-1 4-6. As CS italianas Roberta Vinci e Sara Errani também foram eliminadas frente a Jie Zheng e Julia Goerges. O que até seria expectável, já que preferem pisos mais lentos. Serena Williams teve uma estreia auspiciosa, atropelando Ashleigh Barty por 6-2 6-1. Na Li (4º CS) também seguiu em frente após demolir Ana Konjuh por 6-2 e 6-0. A tenista da casa Samantha Stosur (17º CS) venceu Klara Zakopalova por 6-4 6-3 após ter perdido frente à mesma tenista 2 semanas antes. Destaque também para a eliminação de Laura Robson de forma brutal por Kristen Flipkens por 3-6 0-6 e para a vitória da canadiana sensação Eugenie Bouchard (30º CS) por 7-5 6-1 frente a Hao Chen Tang e terá de superar a sempre complicada Virginia Razzano na próxima ronda. Ana Ivanovic teve mais dificuldades do que o esperado, mas seguiu em frente após vencer Kiki Bertens por duplo 6-4. Ekaterina Makarova (22º CS) e Venus Williams protanoziram os espetadores com um belo encontro, com vitória para a russa após estar inúmeras vezes em desvantagem no marcador, pelos parciais 2-6 6-4 6-4.

O segundo dia reservou uma situação caricata: Alize Cornet passou para a fase seguinte em…5 minutos. Polona Hercog desistiu após 1-0. Viktoria Azarenka (2º CS e única possível ameaça a Serena Williams) teve de superar muitas dificuldades no primeiro set frente a Johanna Larsson, que desnorteou a belíssima tenista Bielorussa com o seu jogo de pés bastante evoluído. Mas nos momentos decisivos, a capacidade mental de Vika veio ao de cima e após estar duas vezes consecutivas numa posição apertada, com a adversária a servir para fechar o set, soube levar para tie-break e vencer por 7-6(2). O set seguinte foi mais fácil, vencendo por 6-2. A polaca Agnieszka Radwanska (5º CS, sempre uma ameaça a qualquer tenista) teve de superar Yulia Putintseva em 3 sets por 6-0, 5-7 e 6-2. Destaque especial para Caroline Wozniacki, que superou Lourdes Dominguez Lino por 6-0 6-2. Parciais que nem são muito o estilo dela. Será o efeito do anel de noivado?  Jelena Jankovic e Maria Sharapova seguiram em frente sem grandes dificuldades vencendo os seus encontros por 6-1 6-2 e 6-3 6-4, respetivamente. Destaque ainda para a eliminação da experiente Kuznetsova aos pés de Elina Svitolina por 3-6 3-6.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s