O que eu ando a ver #16

Vitória tranquila do Athletic sobre o Celta de Vigo para a Taça do Rei.

O Athletic continua a ser um dos mais admiráveis case studies de estratégia desportiva.

Primeiro porque estatutariamente só permite a composição dos seus plantéis com jogadores bascos, navarrenhos (a região de Navarra considera-se basca e faz parte do território que os separatistas bascos pretendem) nascidos no País Basco Francês (departamentos franceses como os Pirinéus Atlânticos, Navarra Francesa, Labour, Soule, Landes, Gironde, Lot-et-Garone e Dordone; ou seja todo o território que inclui as cidades de Pau, Biarritz, Périguex e Bordeaux) ou jogadores nascidos fora do país basco cuja filiação seja basco nascido no território basco. Historicamente lembro-me de meia dúzia de jogadores nessa situação: Pablo Orbaiz e Ismael Urzaiz (nascidos na Navarra) Bixente Lizarrazu (nascido no país basco francês), Fernando Amorebieta, filho de bascos nascido na Venezuela e David Lopez.

A primeira condição leva à segunda: como só podem actuar jogadores bascos, o Athletic de Bilbao é forçosamente um clube com uma rígida auto-sustentabilidade assente na formação. A base de recrutamento dos bascos faz-se nos clubes da região: o rival Real Sociedad, o Alavés, o “navarrenho” Osasuna de pamplona, e nos seus afiliados de formação, clubes que só formam para o Athletic, casos do Baskonia, do Portugalete, do San Fermin. Qualquer modelo assente na formação é sinónimo de dificuldades na conquista de títulos visto que as equipas acabam por competir com jogadores muito jovens, com pouco traquejo para aguentar as situações de pressão que a conquista de títulos acarreta.

Terceiro porque continua a ser o único clube na liga espanhola que tem resistido ao novo business do futebol. Ou seja, o Athletic de Bilbao é o único clube que ainda não colocou qualquer publicidade nas suas camisolas.

Quarto: derivado destas 3 premissas que acima apresentei, é um clube financeiramente saudável. Em resultado da formação de jogadores e tendo em conta que os jogadores que forma são, quase todos, de qualidade técnica excepcional, não existe um ano em que não venda um jogador por somas interessantes. Basta ver a quantidade de jogadores que o Athletic formou e exportou para os grandes clubes europeus nos últimos 20 anos\seleccionáveis espanhóis: Rafael Alkorta, Santiago Ezquerro, Joseba Exteberria, Ismael Urzaiz, Julen Guerrero, Fernando Llorente, Aitor Karanka, Javi Martinez, Andoni Zubizarreta, Julio Salinas, entre outros.

Quinto: sendo um clube com restrições acima mencionadas, admirável é a quantidade de títulos que o clube alcançou ao longo da sua história: 8 campeonatos espanhóis, 23 Taças do Rei, 1 Supercopa Espanhola. Sem contar com as finais europeias que o clube já alcançou.

Sexto: Sendo um clube de formação, adoptou uma filosofia de jogo fantástica. Dada a boa qualidade técnica de grande parte dos jogadores que forma, é uma equipa que tem, ano após ano, um modelo de jogo atacante, contratando para tal treinadores cuja filosofia de jogo assente num modelo de ataque total. Senão vejamos nos últimos 20 anos: Jupp Heynckes, Javier Irureta, Ernesto Valverde, Marcelo Bielsa e novamente Ernesto Valverde – um dos pontos em comum entre todos estes treinadores (excepto Heynckes) baseando-me nas suas passagens por Bilbao (Valverde pelo Espanyol) foi a capacidade que tiveram em colocar a equipa a jogar “os melhores futebóis de espanha” (quiçá da europa mesmo) e a particularidade de ter falhado nos momentos decisivos da vida do clube – o caso de Bielsa é o mais crasso pois perdeu 2 finais (Copa do Rei e Liga Europa) no mesmo ano.

Escrito isto, não consigo encontrar pela europa fora um modelo estratégico semelhante ao dos bascos. Por isso é que escrevi que o Athletic é para mim um dos mais admiráveis case studies do futebol mundial.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s