Sorteio Liga Europa

Brevíssimo, no que diz respeito à sorte das equipas portuguesas:

Benfica vs Paok – ou como quem diz, o regresso de Katsouranis (a central) e já agora, de Miguel Vitor, à Luz. Equipa acessível à equipa encarnada. Cuidado com o jogo na Toumba de Salónica, ainda para mais, quando este PAOK é para já o único ponto de referência que o Olympiacos (esses malditos) tem na Ethniki Katigoria 2013\2014 (e já vão a mais pontos do Piraeu do que o Paços de Ferreira dos lugares europeus!). Atenção à experiência da velhada: Katsouranis, Lino, Pablo Garcia, Salpingidis e à dupla de extremos (Sotiris Ninis e Miroslav Stoch) – sou da opinião que o eslovaco já merecia outro palco para o seu açucarado futebol.

A cruzar com: Dnipro Dniopropetrovsk ou Tottenham, ou melhor, com aquela tripla marada que lixou as vistas ao António Filipe (Konoplyanka, Matheus e Seleznyov) e que é comandada por aquele que já conseguiu cheirar a taça duas vezes (Juande, o mítico Juande caminante)\com o que entender o jewish-zillionaire Daniel Levy permanecer nos Spurs a modos de salvar a temporada.

Porto vs Eintracht Frankfurt – Eliminatória que o magro Porto irá passar com relativa facilidade. As equipas portuguesas costumam-se dar bem contra equipas alemãs nestas fases. O Eintracht Frankfurt já não se lembra de ir longe nas competições europeias. A última vez que teve perto de cheirar alguma coisa, ainda o futebol só dava no relato da telefonia ou numa radiola a preto e branco. Na altura quem mandava era Alfredo DiStéfano, piloto de um Madrid penta campeão europeu.

Desta equipa do Frankfurt ressalta um central trapalhão, Dante em potência, zarolho pela mãe chamado Anderson Bamba, um suiço bom de bola que está sempre Tranquilo (Barnetta) e o mítico Václav Kadlek, jogador que me dei ao trabalho de apreciar em jogo e que, a bom da verdade, até manda umas à capoeira.

A cruzar com: Napoli (caput) ou Napoli (caput).

Quantos aos outros jogos, só me interessam os jogos da Fiorentina (Esberg\Dinamarca\fácil\aquece a possibilidade de um Fiorentina vs Juve nos oitavos em ano de final em Turim) e do Ludogorets, a mais cínica interpretação do Moreirense de Augusto Inácio na Europa, onde, como devem calcular, joga o mais beiramarista dos galegos, Dani Abalo, o único que teve tomates para chorar a descida do Beira-Mar no ano passado junto dos adeptos.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s