40

giggs

a primeira vez que o vi jogar foi há coisa de 18\19 anos, ainda a Premier League dava ao sábado à tarde na RTP 2 e os comentários eram do Paulo Catarro\Gabriel Alves. Ele ziguezagueava pela esquerda, ganhava a linha e metia as bolas que a dupla Cantona\Cole queria e não queria. Era o final da era do kick and rush puro. Dos terrenos minados que a Premier oferecia em Leeds, em Sheffield, nos Crystal Palaces, nos Queens Park Rangers, nos Wimbledons, nos Blakburns (chegou a ser campeão numa dessas épocas com Shearer, Chris Sutton, Ian Pearce, Kevin Gallacher, Graeme Le Saux) e por aí adiante. O início de uma era de continentalidade, o início do franco-holandesismo de Wènger. Tenho muitas saudades desse futebol. Tenho saudades da alegria radiante que era ter um jogo do Arsenal a dar na 2 ao meio-dia e um quarto, coisa que só mais tarde vim a entender. Giggs sobreviveu a isso e tudo mais. Continua a dar cartas todos os sábados, não na esquerda, mas no miolo. Será um herói eterno nas nossas mentes até ao final da nossa vida.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s