NBA 2013\2014 #7

Os analístas da ESPN Avery Johnson, Skip Bayless e Stephen A. Smith analisam o desempenho das duas equipas no primeiro oitavo da temporada e comparam-nas.

Pessoalmente acho que os Nets estão em mais maus lençois que os Clippers.

Primeiro, porque os Nets são a equipa mais gastadora da NBA. Construíram uma equipa para atacar o título da NBA, estando a pagar para o efeito algo como 101 milhões de dólares pelo plantel mais 80 milhões de luxury tax. Tanto é que já surgiram os primeiros rumores de que o multimilionário russo Mikhail Prokorov poderá estar a pensar não injectar mais capital na equipa. Contudo, Prokhorov é quase sempre um dos principais ausentes sempre que os Nets jogam em casa, facto que releva o distanciamento do russo à equipa. Contudo, os Nets são uma das equipas mais valiosas da NBA neste momento conforme o que a Forbes noticia constantemente.

Segundo, porque os resultados deste início de temporada (7-4 para os Clippers e 3-7 para os Nets) demonstram isso mesmo.

Terceiro, porque é uma equipa envelhecida (não garante futuro a longo prazo à equipa) cara e como tal, apenas capaz de lutar pelo título nesta temporada.

Quarto, porque apesar de Jason Kidd parecer à primeira vista uma escolha interessante para o lugar de treinador (continuo a dizer que Jason Kidd vai ser um bom treinador no futuro pois tem todos os skills para ocupar a posição) dados os objectivos da equipa, existiam treinadores disponíveis no verão com muito mais capacidade para trabalhar com esta equipa. Como Lionel Hollins (ex-Memphis Grizzlies) George Karl (ex-Denver Nuggets) Jerry Sloan (ex-Utah Jazz) ou Byron Scott (ex-Cleveland Cavaliers) – do outro lado Doc Rivers vem para Los Angeles tentar repetir o feito que conseguiu com Boston em 2008. Para isso…

Quinto – Doc Rivers conta com uma equipa que gira à volta de Chris Paul e Blake Griffin, mas, que ao contrário dos Nets (onde cada um joga por si, característica que é por demais evidenciavel quando a equipa está a perder) tem outras soluções para desiquilibrar partidas. Desde o poder defensivo de DeAndre Jordan, à capacidade que JJ Redick tem em organizar bem o jogo, fazer pontos e assistências, ao go-to scorer\6th man da equipa Jamal Crawford. Para além destes, Matt Barnes, Jared Dudley, Antawn Jamison (se jogar mais do que aquilo que jogou nos Lakers) BJ Mullens, Willie Green e Darren Collison são opções de banco muito aceitáveis para uma equipa que apesar de não ter como objectivo claro o título (ao contrário dos Nets) acaba por correr por fora. Contudo, até como alguns dos jogadores e treinador da equipa de Los Angeles admitiram, um dos tendões de aquiles é a sua postura defensiva (em minha opinião uma das piores da liga) e Doc Rivers terá que, sem Tom Thibodeau desta vez (Thibodeau foi o grande mentor da atitude defensiva dos Celtics em 2007\2008) tentar repetir o exito defensivo dos Celtics em LA. E porque…

Sexto – Falta a Kidd e falta à equipa de Brooklyn uma certa chemistry. Química. Chama. Alma. Garra. Colectivo. Explosão nos momentos certos. Memento. Não basta ter dinheiro para comprar os melhores jogadores para vencer a Liga. É preciso formar um colectivo. Este já era um dos problemas dos Nets nas épocas anteriores. A equipa continua desligada entre si. Principalmente quando as coisas não estão a correr bem. Há um excessivo individualismo na equipa vindo de Pierce (habituado ao seu individualismo próprio em Boston) em Joe Johnson (fruto de ser um lançador e de ter passado maior parte da carreira com a batata quente nas mãos em Atlanta) – até o próprio Deron Williams, o mais altruísta que Kidd tem ao seu comando, parece estar afecto com este défice colectivo. Basta ver as suas stats e reparar a queda abrupta dos seus números em relação às épocas anteriores.

Sétimo – Voltando ao lado financeiro. Desculpem lá mas eu se fosse GM de Brooklyn não dava os 26 milhões que Garnett e Pierce recebem os dois este ano. Com todo o respeito pelo que atingiram na Liga ao longo da sua carreira. Pierce era um jogador que me levantava facilmente do sofá há 10 anos atrás. Mesmo sem ser dos Celtics. Garnett tem 37 anos, Pierce tem 36. Ganham tanto ou mais enquanto veteranos do que alguns emergentes ou all-stars da Liga nas suas posições como Luol Deng (14,3 milhões) Joakim Noah (12,1 milhões) Danilo Galinari (10,1 milhões) André Iguodala (12,1 milhões) e por aí fora. Enunciei 4 jogadores no auge das suas carreiras com números de all-star, prestações de all-star. Portanto, creio que os Nets não pagam um valor ridículo aos 2 jogadores (porque ridículos só são os 12 milhões que o não-consigo-levantar-os-joelhos-do-chão Bynum recebe em Cleveland para o efeito) mas é em toda a escala exagerado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s